DOKUMENTY

 

Nos meandros da memória em K. de Bernardo Kucinski: entre a Shoah, a ditadura e o presente, Zuzana Burianová

Este artigo apresenta reflexões sobre o romance K. – Relato de uma busca (2011), de autoria de Bernardo Kucinski, a partir da sua inserção na literatura de testemunho, relacionada com o período da ditadura militar brasileira. A análise concentra-se na estreita relação entre acontecimentos históricos e o presente, concretamente na interligação entre a Segunda Guerra Mundial e o Holocausto, o regime militar brasileiro, e a sociedade brasileira contemporânea.

Nos meandros da memória em K. de Bernardo Kucinski: entre a Shoah, a ditadura e o presente, Zuzana Burianová [Článek]

Šárka Grauová

Šárka Grauová [Článek]

Brazilský repente - bitva v básnické improvizaci, Milan Tichý 2017

Cantoria de repente je jistě výrazným fenoménem v lusobrazilské kultuře. Jde o druh lidové orální poezie, která je vytvářena v daném okamžiku (portugalsky de repente) a přednášena ve formátu souboje dvou básníků. Ti střídavě zpívají své improvizované verše a celé strofy s jednoduchým kytarovým podkladem. Naším cílem je tento druh brazilské lidové poezie stručně představit českému akademickému prostředí, ve kterém je téměř neznámý.

Brazilský repente - bitva v básnické improvizaci, Milan Tichý 2017 [Článek]

A conjugação dos verbos irregulares na 1.ª pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo nos dialetos do português europeu e tipologia das alterações ocorrentes, Petra Svobodová

O artigo debruça-se sobre alterações da flexão verbal ocorrentes nos dialetos continentais do português europeu. Concretamente, aborda as principais alterações da 1.ª pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo dos verbos irregulares, descrevendo-as linguisticamente, incluindo o seu surgimento, evolução e distribuição geográfica. Baseando-se nesta descrição, tenta classificar as alterações da flexão dos verbos irregulares em três tipos básicos: alterações fonéticas, quando a mudança de forma da desinência verbal reflete apenas fenómenos fonéticos gerais que ocorrem em todos os contextos linguísticos do mesmo tipo, não se modificando, assim, o paradigma verbal; depois alterações morfológicas, que são aplicadas propositadamente ou para diferenciar duas formas verbais semelhantes ou ainda para assimilar uma forma verbal a outra já existente, considerada prototípica; e, finalmente, alterações morfonológicas, quando se aplica uma alteração fonética na desinência ou no radical que depois, por consequência, começa a desempenhar papel distintivo a nível do paradigma flexional.

A conjugação dos verbos irregulares na 1.ª pessoa do singular do pretérito perfeito simples do indicativo nos dialetos do português europeu e tipologia das alterações ocorrentes, Petra Svobodová [Článek]

Borboletabirinto da poesia de Ondjaki, Kateřina Ritterová

Este estudo pretende mostrar a faceta poética da obra do jovem escritor angolano Ondjaki. Essa característica perpassa por toda a sua obra, tanto na poesia como na prosa, e o objetivo que nos propomos é analisar e mostrar o poetismo desta obra literária. Vamos aqui abordar tanto quanto possível a totalidade da obra poética de Ondjaki, mas mais detalhadamente pretendemos analisar o livro Há Prendisajens com o Xão, que dos que escreveu é talvez o mais marcado pela linguagem experimental, pelos neologismos, pelos jogos de palavras e pela poética livre, quase infantil, próxima da chamada poesia nonsense. Tentaremos mostrar como essa visão do mundo não só reanima as palavras e lhes atribui sentidos completamente novos, como também cria novas realidades, puras e inesperadas.

Borboletabirinto da poesia de Ondjaki, Kateřina Ritterová [Článek]